Professores, como escapar deles.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Sabemos que a situação dos professores no brasil não deve ser fácil, ter de aturar moleques que não o respeita (tá isso depende muito)  e também o denigrem, não vou ser hipócrita de dizer que nunca fiz alguma piadinha ou dei apelido para os meus professores, já fiz e muito, mas há geralmente professores que conseguem a “moral” dominando a sala mas com aquele rancor de saber que os alunos não o respeitam de verdade.
Esse foi eu dissimulando o assunto, simplesmente iria escrever “algumas dicas” de como sair da sala na aula de um professor puta chato desses, que nunca deixa o aluno sair para o banheiro e afins.
Professora dos Sonhos
                       Todas as professoras deveriam ser assim
Minhas professores nunca são das mais amigáveis, mas tive uma professora na sexta-série que simplesmente me odiava, ou no mínimo aparentava, qualquer tentativa de sair para o banheiro, que pouco peço para ir mas se pedisse, previamente já sabia a reprovação dela.
Meu colega vendo a situação fez uma desafio “Duvido amanhã pedir para ir ao banheiro na aula dela” ok besta, mas me empolguei então decidi em uma opção levar um remédio e dizer que tinha hora para tomar o remédio, e simplesmente a mulher cedeu, desde então acho esse jeito mais eficaz mas se nem isso funcionar com o seu professor cistocelento, então aqui vai a listinha:

1- Faça força, fique com a cara avermelhada, diga que tem de ir urgentemente ao banheiro.
2- Leve ketchup, coloque na boca ou no nariz (onde não poderão ver se há feridas)
3- Diga que esqueceu o livro da matéria na escola no dia anterior e que irá buscar (raramente funciona)
4- Ameace de mijar no cesto de lixo.
5- Leve uma arma de brinquedo, é.

E se mesmo assim, não funcionar, troque de colégio.

Leia Mais…

Meu ano novo

sábado, 9 de janeiro de 2010

Passaram-se nove dias desde o ano novo, e só vim postar agora como foi a minha “passagem de ano”, pura preguiça,  já que contei previamente como seria (e foi né) meu natal, justo escrever sobre o ano novo.

Fiquei só em casa, minha mãe trabalha para o governo então trabalhou durante o “ano novo”, irmã e pai viajaram. Infeliz foi minha decisão de ir para rua ver os fogos de artifícios nada atrativos, e ouvir latidos de cães com medo dos fogos, de certo uma das piores idéias, ok depois dos amgs ficarem “atrasando” a minha fuga para casa, na qual cheguei e fiquei na interwebs “conversando” e twittando algo que não foi produtivo, principalmente por só ter ido dormir as 7 da matina e fui acordado para ir obrigatoriamente para um sítio, com um puta tédio fui zombieando me arrumar e ir pro carro resmungando sono, claro só dormi 2h esse dia :(

Pior foi ao chegar no sítio, tipo fazer aquela cara de feliz forçada e esquecer do sono, desejando feliz natal acanhado pra pessoas que nem se quer conhecia, depois entrar n'água e ter de brincar ali, tá em momentos dessa parte foi boa, mas a questão é que me fodi legal, cortei meu pé (que ficou com uma farpa de pau nele) e depois de tanto correr nas brincadeiras que me chamavam só para “inteirar/formar o time” cheguei em casa super cansado com os pés arranhados e cortados, sedento por descanso, mas a farpa tinha que ser tirada para não ocasionar uma infecção, tive que ser cortado (por minha mãe, é) para tirar a farpa, e esse foi meu primeiro de janeiro.
E o de você, foi melhor?

Leia Mais…